Como medir a Cultura da Empresa

A cultura de uma empresa acabará por determinar seu sucesso. Embora seja certamente uma boa regra geral começar da plataforma de valores essenciais da empresa, uma empresa deve monitorar continuamente sucessos e falhas na estrutura de sua cultura.

Mas o que é preciso para medir com eficácia e precisão a cultura da empresa? Para fazer uma medição abrangente e produtiva, uma empresa precisa se concentrar em por que a cultura da empresa é importante, quais qualidades da empresa ela precisa avaliar e para onde ir com os resultados.

Os quantificadores de cultura da empresa devem basear seus estudos em três métricas principais: comunicação, retenção e desempenho.

Como medir a comunicação: Cultive um modelo de comunicação aberta. Medi-lo, no entanto, pode ser complicado. Um serviço de consultoria de terceiros pode ajudar a determinar o que funciona e o que não funciona diretamente dos funcionários. Oferece um grau de separação da gerência que permite que os funcionários sejam mais honestos e sinceros do que em outros ambientes.

Como medir a retenção: aplique informações de rotatividade e estatísticas de retenção às avaliações da cultura. Se as novas contratações estão saindo muito cedo, a cultura pode não atender às expectativas e necessidades dos funcionários mais novos.

Como medir o desempenho: quais tarefas os funcionários concluem e não concluem? Esses indicadores chave de desempenho (KPIs) são métricas fundamentais para o sucesso. Combine métricas com informações de gerentes e líderes para determinar o desempenho geral.

Como melhorar a cultura da empresa com base nos resultados

Agora que uma empresa traçou indicadores-chave da cultura organizacional, deve procurar áreas de problemas para melhoria. Um primeiro passo é com a escuta ativa de maneira geral. Pode melhorar drasticamente as experiências dos funcionários, impactando a cultura geral de trabalho da empresa.

Outro remédio para os problemas culturais da empresa, principalmente com a retenção, poderia ser a implementação de um modelo abrangente baseado em equipe, por uma questão de inclusão. Arianna Huffington, fundadora do Huffington Post, escreveu que os modelos orientados para equipes “constroem empatia, estimulam a criatividade e fortalecem a resiliência” entre os funcionários. A introdução de novas contratações para uma equipe dedicada e solidária fortalecerá significativamente suas chances de permanecer e reduz a taxa de rotatividade da empresa.

Por King University Online

Original oublicado no site The Drum:

https://www.thedrum.com/industryinsights/2020/04/23/how-measure-company-culture?utm_source=newsletter&utm_medium=newsletter&utm_campaign=Wiley_King%20University%20Online-%20Industry%20Insights

Deixe uma resposta