Disrupção: problema ou oportunidade?

As organizações mantinham um pensamento linear sobre como conduzir suas operações e quais seriam as melhoras maneiras de atrair e reter clientes. Com a hiperconectividade e o aumento de competição, hoje as empresas estão sujeitas a uma desestabilização que até pouco tempo atrás era considerada inimaginável.

Essas empresas que tiveram sucesso nas propostas disruptivas entenderam que a nova geração de consumidores é digital. São aquelas pessoas que buscam ambientes colaborativos de trabalho. São as que querem acessar tudo que precisarem por meio de seus smartphones e buscam personalização em todas as suas interações com as marcas.

Como estrategistas, executivos e gerentes de produtos e negócios, você precisa moldar a visão da sua empresa. Você precisa fazer as coisas acontecerem.

Se uma nova tecnologia surge, ou você ouve um novo chavão, você precisa entender o que isso significa para o seu negócio.

Temos necessidade de ir além de novos modelos. E necessitamos de fazer rápido.

Nessa evolução para a criação de centros de engajamento, o “pensar diferente” significa saber encontrar os serviços certos, que agregam valor ao seu negócio, sem se preocupar com fronteiras e limites. São melhores decisões a menores custos.

Enfim, olhe diferente para modelos estruturais e mentais que aí estão. Eles estão sendo questionados na prática por inovadores que estão conectando pontos que ainda ninguém havia conectado. É como se surgisse uma outra visão, composta por caminhos que estavam ali, mas que ninguém ainda havia percebido.

 

Pergunte a um Especialista.  Agende a visita aqui.

Deixe uma resposta