Enterprise Integration (Integração Empresa)

Integração hoje é tudo sobre como fazer diferentes aplicações e sistemas funcionarem juntos. É permitir que se compartilhem dados, orquestrem fluxos de trabalho de negócios e coordenem como empregados trabalham ao longo de um crescente número de aplicativos.

SaaS – Software as a Service –  tem mudado dramaticamente como nós compramos, consumimos e adotamos software, tornando as aplicações de negócios mais fáceis de comprar, usar e manter. Como resultado, software se tornou um elemento diferenciador dos negócios, não somente uma ferramenta. Com isso, as empresas estão adotando SaaS/Cloud e aplicações móveis a um passo cada vez mais rápido.

Uma nova onda de integração está sendo fomentada pela “Transformação Digital – TD”, uma prioridade para muitas empresas hoje. A TD é centrada em torno da adoção do estado da arte das apps e sistemas, e possibilita integrações inteligentes, rápidas, adaptáveis e autônomas ao longo de todas as aplicações, dados, pessoas e dispositivos de uma companhia, para entregar experiências inovadoras, personalizadas e em multicanais.

De acordo com David K. Codelli, da Red Hat, a integração é crítica para os negócios digitais. Ela conecta novos apps, dados, dispositivos para que se obtenha o maior valor dos dados da empresa, a partir de:

  • Entrega holística e experiências engajadoras de consumidores;
  • Possibilidade de modelos de engajamento crescente de consumidores;
  • Desenvolvimento de ecossistemas de parceiros e fornecedores;
  • Ganho de mais insights com os dados;
  • Sustentação de vantagem competitiva.

No entanto, a integração não é uma jornada simples. Ela envolve diferentes dimensões, aspectos, ferramentas, dispositivos, conexões (marcadamente com sistemas legados), infraestruturas, e distintos objetivos. Para se ter uma ideia, basta que se observe que um bom guia de integração de APIs (Application Programming Interfaces) envolve as seguintes fases: a) Pre-Integration; b) Custom Authentication; c) Data Discovery; d) Mapping and Transformation; e) Logging and event management.

Em resumo, estamos diante de um campo técnico que não é novo, mas que é repleto de novas oportunidades e novos desafios!

Veja o artigo completo aqui.

Por José Carlos Cavalcanti, consultor, sócio da Creativante Consultoria em Inovação, Professor da UFPe e Parceiro da Business Mindset Consulting.

 

Consulte um Especialista. Agende uma visita.

Deixe uma resposta