Movendo-se da ruptura para a colaboração

O trabalho costumava ser razoavelmente estável porque a tecnologia era razoavelmente estável. Os produtos mudaram com o tempo, mas principalmente devido à mudança de gostos e estilos. A funcionalidade evoluiu lentamente, o que permitiu que os negócios mantivessem seus modelos de negócios por décadas.

Hoje, os modelos de negócios não duram mais. As forças gêmeas de aceleração e democratização tornaram possível que algumas pessoas em uma garagem pudessem competir com as corporações poderosas do mundo.

O futuro, no entanto, pertence à terceira tendência: a convergência. Como a tecnologia digital se infiltra em todos os produtos, serviços e esforços, nenhuma organização possui todas as habilidades e conhecimentos necessários para competir, e a própria colaboração está se tornando uma vantagem competitiva.

Para ganhar na nova economia, você não precisa mais das melhores pessoas, você precisa das melhores equipes. O valor está mudando daqueles que podem realizar tarefas eficientemente para aqueles que podem trabalhar com os outros para projetar trabalhos para máquinas, o que significa que agora precisamos contratar, gerenciar e treinar para novas habilidades, como inteligência emocional, negociação e orientação para servir.

Como a automação produz uma demanda cada vez maior, a própria humanidade está se tornando o recurso escasso e, portanto, mais valioso.

Há uma equipe habilitada para o novo ambiente organizacional?

 

Pergunte ao Especialista. Agende uma visita aqui.

Deixe uma resposta