Organizações ágeis: resiliência para competitividade

A resiliência humana é, merecidamente, um dos tópicos mais comentados nas ciências comportamentais e pode ser considerada o maior determinante de felicidade e sucesso do ser humano. É ela que permite tanto aos indivíduos quanto às empresas conquistar a vitória em uma situação que parecia completamente perdida. Fiando-nos na denotação original do termo, resiliência é a capacidade de se recuperar do estresse e da adversidade.

Os pesquisadores Kenneth Smith e Michael Kaminsky descobriram que a resiliência, na verdade, consiste em dois fatores interligados: 1) resistência preventiva (imunidade) e 2) resiliência reativa (capacidade de se recuperar da adversidade). A resiliência de dois fatores pode ser aplicada às pessoas, às agremiações esportivas e às organizações. Certamente todos nós conhecemos pessoas, equipes esportivas e empresas de grande potencial que, no entanto, nunca atingiram os patamares previstos por suas aptidões. Acreditamos que o motivo mais comum de um enorme potencial não se transformar em uma grande realização é a falta de resiliência em uma situação de adversidade.

Ir além

Agora, o mundo corporativo está em estágio de predomínio do rápido e adaptável. Novas tecnologias, evolução das preferências dos consumidores e mudanças nas expectativas dos funcionários estão desafiando fundamentalmente as formas estabelecidas de trabalhar.

Entendemos que é hora de ir além de uma hierarquia rígida, unidades de negócios isoladas, burocracia insuportável e uma matriz cada vez mais difícil de gerenciar. As organizações ágeis combinam eficiência de escala com a velocidade, flexibilidade e resiliência para permanecerem competitivas.

Então, as empresas perguntam:

. Por que nossa organização luta para agir rapidamente e o que podemos fazer a respeito?

. Como capacitar os colaboradores para assumir mais responsabilidade pelo desempenho e realmente incorporar o foco no cliente?

. Como atender a equação produtividade – custo e crescimento impulsionado pela inovação?

 

Converse com um Especialista. Agende uma visita.

 

Deixe uma resposta